/ Dicas da Conseg

Como se programar para comprar um imóvel?

18 Nov 19
3 min

Comprar um imóvel com tantas opções de parcelamento disponíveis não é mais um desafio. Quer saber por quê? Confira nossas 4 dicas!


Ter um imóvel é um grande sonho de muitos brasileiros. Estabilidade, renda extra e até mesmo o início de uma vida em família são alguns dos motivos que levam à essa compra. Antes de assinar o contrato, porém, é muito importante fazer um planejamento e escolher a melhor opção de negócio. Para ajudar com isso, preparamos um conteúdo especial para quem deseja conquistar a casa própria. 

A principal dificuldade para quem pensa em comprar um imóvel é saber como acumular todo o dinheiro necessário para o investimento. Ao pensar no valor de uma casa ou apartamento, é normal imaginar anos juntando economias. 

Na verdade, apesar de exigir planejamento, existem maneiras mais simples de adquirir um imóvel. 

Há muitas opções de pagamento parcelado no mercado, mas alguns acabam sendo pouco vantajosos. Isso porque, além de envolverem diversas taxas e juros altos, eles exigem uma  entrada, o que pode ultrapassar o valor de compra guardado até o momento.

 Pensando não apenas na economia, mas na manutenção do investimento ao se comprar um imóvel, o consórcio é uma opção que oferece a maior quantidade de vantagens. Além de não cobrar juros, a modalidade pode ser feita para diferentes realidades financeiras e ainda possui a opção de parcela reduzida. Tudo isso para facilitar a vida do comprador.

4 dicas para te ajudar a comprar um imóvel

 Considerando a compra de um imóvel parcelado, separamos 4 dicas para diminuir os riscos de problemas financeiros após a aquisição. Confira:

1. Saiba escolher o momento certo

Saber a hora certa de comprar um imóvel é fundamental para evitar problemas. Além de analisar as condições financeiras, o comprador deve levar em conta outros fatores de sua vida, como o trabalho e a família, por exemplo.

Independente de ser uma compra familiar ou sola, a aquisição de um imóvel exige estabilidade. A transferência do trabalho, a passagem em um concurso ou até mesmo a chegada de filhos podem interferir na compra. Por isso, é muito importante que todas as áreas da vida do comprador estejam estáveis. Assim, a compra será feita com mais segurança e terá menos chances de problemas futuros.

2. Fazer um planejamento financeiro

O planejamento financeiro é a chave para uma compra de sucesso. Isso porque não basta ter o dinheiro para a aquisição. Você deve ter um fundo de reserva, ser prevenido e estar pronto para qualquer imprevisto. 

O planejamento deve ser feito em longo prazo. Ele deve considerar o valor total a ser investido, a forma de pagamento, o modelo de aquisição e até mesmo o tempo para quitar a compra. 

Com um bom planejamento, é possível calcular todos os custos e comparar as vantagens e os benefícios de cada modalidade de compra avaliando a que melhor se adeque a sua realidade. 

Para fazer um planejamento consistente, você pode utilizar planilhas simples, por exemplo. Basta anotar por alguns meses todas as despesas fixas, entradas e saídas e estabelecer metas para poupar dinheiro. O ideal é que o planejamento seja feito com pelo menos 6 meses de antecedência à compra, mas esse tempo pode variar de acordo com a necessidade de cada caso.

3. Definir o valor máximo que pode pagar

Essa é a parte mais importante na hora de decidir pela compra. Adquirir um imóvel acima do padrão de vida que você pode sustentar pode ser perigoso. É necessário estabelecer uma meta e definir quanto está disposto a pagar para conquistá-la.

Se for uma compra parcelada, defina quanto pode tirar do orçamento mensal sem afetar os outros aspectos da sua rotina. Independente da forma de aquisição, ter um valor máximo estabelecido auxilia no planejamento e é essencial para evitar excessos. 

4. Analisar seus objetivos 

Pode parecer simples, mas analisar o seu objetivo para o imóvel é essencial. Além de segmentar as opções disponíveis, você estabelece um norte que guiará todo o processo de escolha.

 Considere fatores de curto, médio e longo prazo. Construir uma família e/ou ter filhos, utilizar o imóvel para garantir uma aposentadoria, ou até mesmo fazer um upgrade de imóvel são aspectos importantes. Para isso, um exercício interessante é se perguntar: o que eu pretendo fazer com o imóvel nos próximos 5 ou 10 anos?

Com isso, é possível traçar um horizonte estratégico no qual você analisa se irá precisar de, por exemplo, um apartamento de 2 quartos ou uma casa térrea com quintal. Liste objetivos e segmente as opções disponíveis. Isso irá facilitar bastante o processo de escolha!

Quer começar a planejar a compra da sua casa? Faça agora mesmo a simulação de um consórcio com Conseg e encontre o plano perfeito para você!


Por Conseg
Oferecemos os melhores consórcios automóveis do mercado, trabalhando há mais de 25 anos no mercado.

Fique por dentro das nossas novidades